quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Divisão Celular: Meiose

 

 

> A meiose é um processo reducional de divisão celular : as quatro células-filhas formadas têm a metade do número de cromossomos da célula-mãe inicial. Isso ocorre porque o processo meiótico envolve uma única duolicação cromossômica (na fase S da interface) com duas divisões nucleares consecutivas (meiose I e meiose II).

> A prófase I é a fase geralmente mais longa da meiose, sendo subdividida em leptóteno, zigóteno, paquíteno, diplóteno e diacinese. A permutação (crossing-over) entre os cromossomos homólogos ocorre no paquíteno, sendo os quiasmas visualizados na fase seguinte – no diplóteno.

> Nos animais, a meiose é responsável pela formação dos gametas; nas plantas, pela formação dos esporos.

 

 

Resumo comparativo das Fases da Mitose com as da Meiose

 

Fases

Mitose I

Meiose I

Prófase

Cromossomos homólogos

Não se emparelham

Cromossomos homólogos

Emparelham-se

Metáfase

Placa equatorial formada pelos

Cromossomos duplicados e não emparelhados

Placa equatorial formada pelas tétrades

(pares de homólogos duplicados e

Emparelhados)

Anáfase

Ocorre a separação dos centrômeros

Não ocorre a separação dos centrômeros

Telófase

Em cada polo da célula encontram-se 2n

cromossomos não duplicados

Em cada polo da célula encontram-se n

Cromossomos duplicados: são as díades.

Consequências da não-disjunção dos cromossomos na meiose humana

     A meiose é um processo complexo e erros na disjunção (separação) dos cromossomos homólogos na meiose I ou das cromátides-irmãs na meiose II levam à formação de gametas com número anormal de cromossomos.

 

     Se um desses gametas for fecundado por um gameta normal, será formado um zigoto com número anormal de cromossomos. Essas alterações no número de cromossomos são chamadas aneuploidias e são consideradas mutações cromossômicas numéricas.

     Nas aneuploidias pode haver um númeromaior ou menor de cromossomos. Por exemplo: quando há um cromossomo a mais, totalizando 47 cromossomos, fala-se em trissomia; quando há um cromossomo a menos, totalizando 45 cromossomos, fala-se em monossomia.

     A alteração pode acontecer  nos cromossomos sexuais, que são os relacionados com a determinação do sexo, ou nos demais cromossomos, chamados autossômicos. Quando a alteração envolve os autossomos, a anomalia não está relacionada ao sexo, podendo ocorrer tanto no sexo feminino quanto no masculino. Quando ocorrer nos cromossomos sexuais, as anomalias estão relacionadas ao sexo.

Aneuploidias

>> Síndrome de Down ou mongolismo

     Os indivíduos possuem um cromossomo a mais no par 21 (trissomia do 21). Alguns dos sinais clínicos dessa síndrome são: cabeça pequena, com a face achatada; olhos com os cantos externos puxados para cima; boca pequena, mas língua de tamanho norma; dentição irregular; pescoço curto e largo; baixa estatura; dedos curtos; linha reta na palma da mão; coeficiente intelectual baixo. Cariótipo com 47 cromossomos.

>> Síndrome de Patau

     Os indivíduos possuem um cromossomo a mais no par 13 (trissomia do 13). Alguns dos sinais clínicos dessa síndrome são: cabeça pequena; olhos afastados; orelhas malformadas; defeitos sérios no coração e nos sistemas digestório, genital e urinário. geralmente os portadores dessa síndrome sobrevivem até cerca de 3 anos de idade. Cariótipo com 47 cromossomos.

>> Síndrome de Edwards

     Os indivíduos possuem um cromossomo a mais no par 18 (trissomia do 18). Alguns dos sinais clínicos dessa síndrome são: cabeça pequena e estreita; olhos afastados; boca e queixo pequenos; pés deformados; anomalias graves no coração, nos rins e no sistema genital. Geralmente os portadores sobrevivem até cerca de 1 ano de idade. Cariótipo com 47 cromossomos.

>> Síndrome de Klinefelter

     Os indivíduos possuem dois cromossomos X e um Y e são todos do sexo masculino. Alguns dos sinais clínicos são: testículos pequenos; ausência de espermatozóides e, em alguns casos mamas mais evidentes. Cariótipo: 47,XXY ( o que indica que há 47 cromossomos no total, dentre eles 2X e 1Y).

>> Síndrome de Turner

     Os indivíduos possuem apenas um cromossomo sexual: o X. São, portanto, mulheres. Alguns dos sinais clínicos dessa síndrome são: estatura pequena; ovários não-funcionais; pescoço curto e largo; anomalias renais. Cariótipo: 45,X0 (0 = ausência de um cromossomo sexual).

     Atualmente já existem testes que identificam, desde a oitava semana de gestação, se o bebê gerado é portador de alguma anomalia cromossômica.

Tânia Rosa vermelha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário